Sociedade Portuguesa de Autores recusa Acordo Ortográfico

Tempos houve em que me orgulhava de não ter ódios de estimação. Eis que pela boca morre o peixe e agora tenho logo dois de uma assentada: o Governo e o Acordo Ortográfico, a que carinhosamente chamo “Aborto Ortográfico”.

Não ao Acordo Ortográfico

Não é segredo que me choca, e sempre me chocou, a pressa e leviandade com que a Comunicação Social abraçou esta aberração linguística. Tinha em melhor conta o Jornalismo. De repente, as televisões começaram a ter “espetadores”, estranhamente, porque o “c” sempre se leu. A imprensa usa palavrões magníficos, como “afetado”, alguém subitamente atacado por aftas, obviamente.

Como ódio de estimação que é, o AO já teve direito a textos prévios neste meu humilde site, mas confesso que não me canso de escrever sob o descaso a que está votada a língua pátria.

O título desta crónica é velho de semanas, mas suficientemente importante para que permaneça o interesse de o mencionar. Seria preocupante se a Sociedade Portuguesa de Autores enveredasse pelo lamaçal do achincalhamento da língua que todos os dias é levado a cabo nos mais variados suportes de informação, menos na rádio, porque ainda não se lê a voz.

A recusa da SPA em seguir o AO é uma réstia de esperança para os muitos milhares de portugueses que diariamente lutam contra esta perfeita anormalidade.

A pena subsiste: Portugal (supostamente a pátria do luso idioma) correu a implementar uma barbaridade recusada por todos os outros países de língua portuguesa, desde o Brasil a Angola. Já em 1945 se tinha assistido a graça igual, quando o Brasil se recusou a implementar o acordo então firmado. Mas o portuguesinho é mesmo assim, come, cala e não contesta.

Num país onde a própria Comunicação Social engoliu, sem pensar, barbaridades etimológicas e fonéticas, e todos os dias escreve publicamente as maiores calinadas nas primeiras páginas e telejornais, penso, muitas vezes, se feitas as contas não teremos o país que merecemos.

Sobre o Acordo Ortográfico no Anima Sentiens:

DESacordo Ortográfico... ou como falar bem "brasileirês"
http://animasentiens.com/index.php?option=com_content&view=article&id=85%3Adesacordo-ortografico-ou-como-falar-bem-qbrasileiresq&catid=34%3Acronicas&Itemid=37&lang=pt

O espetador atropelado
http://animasentiens.com/index.php?option=com_content&view=article&id=92%3Ao-espetador-atropelado&catid=34%3Acronicas&Itemid=37&lang=pt

Depois do espetador, a espetadora…
http://animasentiens.com/index.php?option=com_content&view=article&id=102%3Adepois-do-espetador-a-espetadora&catid=34%3Acronicas&Itemid=37&lang=pt

Ainda os pontapés do Acordo Ortográfico
http://animasentiens.com/index.php?option=com_content&view=article&id=104%3Aainda-os-pontapes-do-acordo-ortografico&catid=34%3Acronicas&Itemid=37&lang=pt

O Brasileiro, o Português e o AO90
http://animasentiens.com/index.php?option=com_content&view=article&id=110%3Ao-brasileiro-o-portugues-e-o-ao90&catid=34%3Acronicas&Itemid=37&lang=pt

Amada Língua...
http://animasentiens.com/index.php?option=com_content&view=article&id=112%3Aamada-lingua&catid=34%3Acronicas&Itemid=37&lang=pt

AUTOR: Filomena Marta

Publicado em: 
3 Abril, 2013
363 leituras