Sociedade

O primado dos pobres...

O que separa Portugal das economias florescentes do Norte da Europa?! A mentalidade dos gestores e dos que detêm poder, influência e riqueza. O povo é o povo, aqui e na China.
AUTOR: Filomena Marta | 19 Março, 2013
Nº de Leituras: 186
S. Francisco de Assis

Em honra de S. Francisco

O Papa não se chama “Pedro”. Caíram por terra a Profecia dos Papas de Santo Malaquias e as previsões de Nostradamus. Ou então, partimos já para uma teoria da conspiração: o Conclave decidiu não deixar que fossem cumpridas as profecias. Isto do Livre Arbítrio tem muito que se lhe diga… e as teorias da conspiração também. O sucessor de Benedito XVI, que em Portugal é chamado Bento XVI e em França Benoit XVI (o nome Benedito existe e há dois santos com este nome: S.... ler mais
AUTOR: Filomena Marta | 15 Março, 2013
Nº de Leituras: 228

E se o Papa for "Pedro"?

Já várias vezes ouvimos falar no fim do Mundo. Os cataclismos têm andado desencontrados com as datas previsíveis para o extermínio da humanidade ou, pelo menos, para a destruição de uma ordem tal como a conhecemos. Nostradamus é o mais famoso premonitor e algumas das suas profecias, de tal forma intrincadas e codificadas que dificilmente são entendíveis, julga-se estarem perto da razão em alguns acontecimentos recentes. O último foi o ataque às Torres Gémeas de Nova Iorque, pois muitos viram... ler mais
AUTOR: Filomena Marta | 13 Março, 2013
Nº de Leituras: 215
Mulher é condenada a pagar 200 euros por ter furtado comida para animais no valor de... 98 cêntimos!!

98 cêntimos de desumanidade, por favor...

Não foram chocolates, não foram rebuçados, não foi um perfume, nem uma pulseira. Foi uma lata de comida para gato e uma lata de comida para cão. O valor: 98 cêntimos. E por este valor falamos até de “marca branca”. Não é comida topo de gama, nem sequer razoável. Basta ter cão ou gato em casa para saber que é comida da mais barata do mercado. Diz a notícia que era uma mulher, que “roubou” num supermercado, que infelizmente não fiquei a saber qual era, mas gostava de saber,... ler mais
AUTOR: Filomena Marta | 21 Fevereiro, 2013
Nº de Leituras: 177
A “bestiaria” da RTP

A “bestiaria” da RTP

A Rádio Televisão Portuguesa, por enquanto a televisão estatal e, portanto, de todos nós e paga por todos nós, dedicou carinhosamente tempo de antena, com direito a reportagem e tudo, à sua Montaria. Não é que a RTP não nos tenha já habituado a estas coisas (infelizmente copiada por algumas televisões privadas), brindando-nos amiúde com belos espectáculos de tortura de touros, as também carinhosamente chamadas Touradas. A estas chamam-lhe “espectáculo” e “arte” e... ler mais
AUTOR: Filomena Marta | 22 Janeiro, 2013
Nº de Leituras: 199

Melhores do que um cão…?

Há, extraordinariamente, pessoas que consideram que o mais “asqueroso” ou o mais “hediondo” ser humano é melhor do que um animal. Logo a seguir a estas sensíveis e humanas declarações, ouvimos as mais atrozes notícias de actuações de seres humanos (?) que violam, torturam e matam com requintes de malvadez.
AUTOR: Filomena Marta | 21 Janeiro, 2013
Nº de Leituras: 200
A evolução da crueldade

A evolução da crueldade

Tudo evolui. Nem sempre para melhor, mas, felizmente, também muitas vezes para melhor. No entanto, esta evolução pode ser vista de duas formas, a qualitativa e a quantitativa. O ser humano é defeituoso por natureza. Nunca acreditei na história, advogada por algumas mentes que ficaram para a História, que diz que todas as pessoas nascem boas, a sociedade é que as estraga. Um pouco à laia do famoso “não há rapazes maus” do Padre Américo. Claro que há rapazes maus e claro que nem todos nascem bons.... ler mais
AUTOR: Filomena Marta | 19 Dezembro, 2012
Nº de Leituras: 276
O velho cão... ou a gente que somos

O velho cão... ou a gente que somos

Há algum tempo, pediu-me uma conhecida que a minha veterinária fosse de urgência a casa da sogra, mulher quase analfabeta de 80 anos, para eutanasiar o cão, velho e de grande porte. A minha veterinária aprontou a maleta e foi, preparada, como eu também pensava, para encontrar um velho cão moribundo e em sofrimento. Lá chegada, a verdade era diferente. Era um cão velho, sim, com as maleitas próprias da idade. Dores nos ossos e lamúrias de velhice. Mas de olhar vivo e a comer bem, apesar das péssimas condi... ler mais
AUTOR: Filomena Marta | 6 Dezembro, 2012
Nº de Leituras: 196

Páginas