Desabafos

Somos Nada

Ainda não eram oito da manhã e o meu telefone tocou. Há sempre um sobressalto quando nos telefonam fora de horas. A preocupação começou logo que vi o número no visor: “Por que estás a ligar-me a esta hora, o que se passa?!” Ouvi uma voz séria, estranhamente séria vinda de uma amiga efusiva: “Amiga, a Cris morreu”. Senti um arrepio desconfortável percorrer o corpo. Fiquei um pouco confusa e demorei a assimilar aquelas palavras. A Cris tinha acabado de chegar. O aniversário dela é... ler mais
AUTOR: Filomena Marta | 22 Março, 2013
Nº de Leituras: 196

"Na periferia do coração dos Homens"

Foi a voz do novo Papa: Francisco. Que frase magnífica e tão reveladora do comportamento da generalidade da humanidade. Sem ser religiosa e fazendo jus à expressão “ateu, graças a Deus”, começa este Papa a suscitar-me simpatia. Uma simpatia que nasce do contraponto de tudo o que tem sido a Igreja e o Mundo. Esse Mundo que tem realmente estado, num crescente, na “periferia do coração dos Homens”. Entretidos que estamos na nossa vidinha de sociedade apressada e distraída, nascemos para viver uma vida morta,... ler mais
AUTOR: Filomena Marta | 20 Março, 2013
Nº de Leituras: 184
Somos o que comemos

Somos o que comemos

Sempre achei engraçado, e ao mesmo tempo assustador, a forma como as pessoas que defendem os animais, e recusam o consumo de carne de mamíferos e aves, são rotuladas de fundamentalistas, fanáticas e radicais. Nunca me passou pela cabeça chamar fundamentalista a um ser humano carnívoro ou a alguém que considera que os animais são seres inferiores e merecem o estatuto de “coisas”. Há várias coisas que lhes chamo, mentalmente e privadamente, mas virar-me para alguém que acha que comer um bife ou um leit... ler mais
AUTOR: Filomena Marta | 19 Março, 2013
Nº de Leituras: 225

O hábito e o monge…

… ou porque não se levam a sério as mulheres bonitas e sofisticadas. Hoje deu-me para aqui. Podia ter-me dado para pior, mas a culpa de tudo isto foi uma pequena frase que vi numa rede social. Analisemos o assunto. Há mulheres que são bonitas e sofisticadas até quando vestem calças de camuflado, t-shirt e botas da tropa. Não podem fazer nada quanto a isso. 
AUTOR: Filomena Marta | 11 Março, 2013
Nº de Leituras: 230

Polícia, p’ra que te quero?

Há aventuras sem as quais passo perfeitamente bem. Por todos os motivos. Arreliam-me, preocupam-me, enternecem-me e deixam-me basicamente fula da vida. E ontem tive uma aventura. Uma hora inteirinha de Domingo passada numa via-rápida, com carro parado na faixa de rodagem, de triângulo a postos e a dar o corpinho preocupantemente ao manifesto, porque nunca se sabe quando vem de lá um automobilista desencabrestado e nos leva à frente. Não, não foi uma avaria, nem falta de combustível.
AUTOR: Filomena Marta | 11 Março, 2013
Nº de Leituras: 183
Não há quem aguente...

Não há quem aguente...

Estive de baixa. Pela primeira vez na minha vida profissional, que já leva uns trinta anos, meti baixa. Ou melhor, meteu a minha médica, à força. Basicamente o mal é comum a muita gente, actualmente. Estou maluca. Quer dizer, a crise está a deixar-me maluca. Eu que pensava estar estável, olhem, não estou. Foi preciso chegar perto dos 50 para me bater a instabilidade e fazer contas de “sumir”. Como nunca tive o vício de roer as unhas, deu-me para não dormir e desatar a fumar. E mais não posso dizer, se n... ler mais
AUTOR: Filomena Marta | 14 Fevereiro, 2013
Nº de Leituras: 198
Os pobres e os pobrezinhos

Os pobres e os pobrezinhos

Os pobres não são todos iguais. É como no “Animal Farm”, uns pobres são mais iguais do que outros. Na verdade, há os pobretanas, os pobres e os pobrezinhos. Os pobretanas são aqueles desgraçados que ganham entre o limiar abaixo do ordenado mínimo nacional e a geração dos mil euros. Esses, por mais que queiram, não esticam o ordenado para viver de jeito.
AUTOR: Filomena Marta | 25 Janeiro, 2013
Nº de Leituras: 179

Desilusão

​Estou triste. Ontem, Domingo, tive uma desilusão inesperada. Um homem que respeito e admiro, que escutava religiosamente, chocou-me ao ponto de não continuar a assistir ao seu comentário e mudar de canal. Não esperava o que escutei. Tinha-o por homem lúcido e civilizado. Mas de repente ouvi sair da sua boca uma frase que já tinha escutado a alguém que me merece menos respeito, e isso chocou-me. Que aquele homem se pudesse assemelhar a outro. A frase usou uma palavra mais elegante, onde o outro usou “asqueroso” este usou “... ler mais
AUTOR: Filomena Marta | 14 Janeiro, 2013
Nº de Leituras: 430

A tragédia do bebé e do cão de Beja

Os ânimos têm estado ao rubro, entre os que além da tragédia humana querem ver a tragédia do animal, e entre os que advogam a superioridade inquestionável e inabalável do Ser Humano sobre todas as criaturas que povoam a Terra. Daniel Oliveira foi até autor de uma frase que me arrepia: “Resumo assim: a vida do humano mais asqueroso vale mais do que a vida do animal doméstico de que mais gostamos.” 
AUTOR: Filomena Marta | 11 Janeiro, 2013
Nº de Leituras: 529
Morreu criança de 18 meses atacada por cão em Beja

Duplamente triste

Começou ontem a saga da criança que alegadamente foi atacada por um cão, de raça considerada perigosa. Hoje, estou duplamente triste, pois dois seres vivos encontraram a morte. A criança morreu e o cão está no corredor da morte. Duplamente triste. Muita gente, com certeza, vai espumar e ficar indignada com esta crónica. A raiva e a fúria toldam a razão. Primeiro, gostaria de não ter de escrevê-la, de todo. Depois, gostaria de a escrever noutras circunstâncias que não após a morte de uma... ler mais
AUTOR: Filomena Marta | 8 Janeiro, 2013
Nº de Leituras: 402

Páginas