SENCIENTE:

1. adj. 2 gén. que tem sensações; sensível.
(Lat. sentiente) in Dicionário da língua Portuguesa, Editora, 5ª edição
2. adj. que sente; que tem sensações.
(Lat. sentiens ) in Dicionário Cândido de Figueiredo, 1913

SENCIÊNCIA:

Senciência é a "capacidade de sofrer ou sentir prazer ou felicidade". [1]
[1] SINGER, Peter. Vida ética: os melhores ensaios do mais polémico filósofo da actualidade.
Rio de Janeiro: Ediouro, 2002. ISBN 850001055X. P. 54
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Ainda não foi criado nenhum conteúdo para a página inicial.

10 argumentos a favor da tourada

Sexta, 1 de Agosto, 2014

10 argumentos a favor da tourada

Já escrevi sobre a tourada, mas senti que me tinham faltado algumas coisas, e como a semana passada foi assunto quente, aqui ficam opiniões que são minhas. Deixo-vos com 10 argumentos a favor da tourada.

1 - A tourada é tradição e cultura

É uma actividade que remonta ao século XII, altura em que a maioria das pessoas não sabia ler nem escrever, em que a consciência humana e social era quase nula e ainda se cagava em penicos. Por si só este argumento é parvo, já que os coliseus romanos, queimar bruxas na fogueira e a escravatura também eram tradições culturais de tempos antigos. Felizmente vamos evoluindo enquanto espécie, alguns pelo menos, e vamos adaptando as nossas tradições aos valores da sociedade.

2 - Só vê quem quer, são gostos e temos de respeitar

AUTOR: Guilherme Duarte

Pagar os filhos dos outros…

Terça, 29 de Julho, 2014

Pagar os filhos dos outros…

Portugal está num processo de envelhecimento galopante. As famílias cada vez têm menos filhos e há cada vez mais gente a optar por nem sequer os ter. Há, também, quem tenha escolhido viver sozinho e quem a vida levou a não constituir família. No entanto, há igualmente quem queira ter filhos, vários filhos, e não o pode fazer por dificuldades económicas.

As coisas estão caras, os salários estão a baixar devido a, por um lado, uma carga excessiva de impostos, por outro, por um apelo constante à diminuição do preço do trabalho, e os apoios são nulos ou pequenos.

Há empresas que não querem mulheres grávidas e que exigem que seja assinado um acordo em que se comprometem a não engravidar. Há empresas que não querem mulheres, ponto final, apenas porque podem vir a engravidar.

AUTOR: Filomena Marta

Carta/questionário ao CDS e seu Grupo Parlamentar (diploma maus-tratos animais)

Sexta, 25 de Julho, 2014

Maus-tratos animais

Exmos. Senhores representantes do CDS-PP

Exmos. Senhores Deputados do Grupo Parlamentar do CDS-PP

Noticia hoje o jornal I que o CDS-PP apresentou hoje “um artigo ao diploma que criminaliza os maus-tratos a animais de companhia que salvaguarda as suas preocupações de que a lei pudesse de alguma forma aplicar-se a explorações agro-pecuárias, touradas ou circos”.

Ao longo deste processo de criminalização dos maus-tratos a animais, tem-se o CDS mostrado sistematicamente renitente e resistente ao diploma e ao seu conceito, nomeadamente através da Senhora Deputada Teresa Anjinho, que votou contra o “alargamento dos direitos das associações zoófilas”.

AUTOR: Filomena Marta

Páginas