SENCIENTE:

1. adj. 2 gén. que tem sensações; sensível.
(Lat. sentiente) in Dicionário da língua Portuguesa, Editora, 5ª edição
2. adj. que sente; que tem sensações.
(Lat. sentiens ) in Dicionário Cândido de Figueiredo, 1913

SENCIÊNCIA:

Senciência é a "capacidade de sofrer ou sentir prazer ou felicidade". [1]
[1] SINGER, Peter. Vida ética: os melhores ensaios do mais polémico filósofo da actualidade.
Rio de Janeiro: Ediouro, 2002. ISBN 850001055X. P. 54
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Ainda não foi criado nenhum conteúdo para a página inicial.

A teoria da alface

Sexta, 23 de Maio, 2014

Devo confessar que nunca li Paulo Coelho. Não sei porquê. Simplesmente nunca senti nem curiosidade nem vontade de comprar um livro dele.

Por motivos profissionais, também sei que assina uma página semanal numa revista de social, pelo menos nesta portuguesa, não sei se noutras também. Igualmente passo pela página sem ler, vendo apenas en passant o destaque a bold no topo da página. 

AUTOR: Filomena Marta

A invasão do "há... atrás"

Sexta, 23 de Maio, 2014

É bem verdade que os maus exemplos seguem-se mais depressa do que os bons e os vícios instalam-se rapidamente. De vez em quando a língua é contaminada por expressões erradas e muitas vezes descabidas, começadas em oralidades deficientes, de pessoas geralmente de pouca instrução e cultura, mas que por qualquer motivo influenciam o discurso de terceiros. A força da repetição faz o resto e várias pessoas ficam contaminadas.

Também de vez em quando essa contaminação atinge pessoas que deviam ser imunes ao contágio, por dever de analisar e questionar a correcção da linguagem utilizada. Estão neste universo os jornalistas, redactores e escritores, e todos os que comunicam directamente com um grande público, nomeadamente oradores e professores. Todos estes indivíduos precisam de ter cuidados redobrados, pois formam educacionalmente terceiros e são fazedores de opinião. A forma como falam e escrevem tem uma força de contágio potente, pelo estatuto social e cultural que representam.

AUTOR: Filomena Marta

A redução do sofrimento

Quarta, 14 de Maio, 2014

A redução do sofrimento

Uma redução, em termos culinários, é algo que se deixa ferver até que a humidade evapore e fiquem os ingredientes reduzidos e concentrados. Foi precisamente isto que se passou no programa “Prós e Contras” sobre a “Festa Brava”, que passou a 12 de Maio na RTP1. O sofrimento a que um animal é sujeito foi reduzido. Mas ao sê-lo foi também concentrado.

Um debate triste de tristes figuras. Fugiu-se do tema “sofrimento” como o diabo da cruz e até se vestiu o touro como um super-herói. Desculpem, é mentira. Estou a faltar à verdade. Falou-se de sofrimento sim, do sofrimento comovente e tocante daquelas pobres famílias, dizem que são umas cinco mil, que quase de lágrima ao canto do olho contam a grande beleza, a estética e a ética que a tourada tem. A ética ninguém nunca lhes explicou o que significa e é usada abusivamente, agora a estética é uma coisa discutível: aqueles riquíssimos e caríssimos fatos são francamente bonitos… o sangue a escorrer nas costas do boi é que já me deixa dúvidas.

AUTOR: Filomena Marta

Páginas